Cidade medieval italiana afundada, emerge do lago pela primeira vez em 70 anos

As cidades subaquáticas há muito tempo fascinam as massas, desde contos da mítica Atlântida até os restos submersos da antiga Alexandria. Sob as condições certas, mundos submersos podem ressurgir depois de anos escondidos sob a superfície. Recentemente, lagos artificiais na Espanha e na Toscana (Itália), deram lugar à estruturas antigas fascinantes. Agora, uma vila medieval italiana conhecida como Curon emergiu do Lago Resia, após 70 anos sob as belas águas deste lago, próximo à fronteira com a Áustria e Suíça.


Crédito: SMIT

A cidade de Curon fica na região do Tirol do Sul, que já fez parte do Império Austro-Húngaro. Em 1919, com o fim da Grande Guerra, a Itália assumiu o controle da região. Hoje, a maioria dos moradores da área ainda fala alemão. Apesar de suas raízes medievais, a vila de Curon estava no caminho de um plano moderno para unir dois lagos menores em cada lado da cidade.


Sob o governo de Benito Mussolini, começou a construção de uma barragem que inundaria a cidade e fundiria os cursos d'água. Os 1.000 residentes da cidade tiveram que se mudar para abrir caminho ao novo Lago Resia. Em 1950, a represa foi concluída e a cidade inundada. Hoje, uma cidade próxima – Curon Venosta – leva o nome da aldeia perdida.


Crédito: SMIT

0 comentário