Cinco filmes brasileiros que foram sucesso no exterior

Hoje, 19 de junho é comemorado o Dia do Cinema Brasileiro. Por isso, a Vision Business preparou uma lista com filmes que chamaram a atenção e foram sucesso no exterior, por suas histórias e atuações marcantes.


Tropa de Elite

O longa do diretor José Padilha foi produzido em 2007 e tem como tema a violência urbana no Rio de Janeiro. Em 2008, o filme foi premiado em dois festivais internacionais como Melhor Filme. Primeiro, no Festival de Berlim com o Urso de Ouro e depois no Festival Hola Lisboa.


Que Horas Ela Volta

Estrelado por Regina Casé e dirigido por Anna Muylaert, o filme ‘Que Horas Ela Volta’ estreou em 2015 no Sundance Film Festival, em Utah, nos Estados Unidos, antes de ser lançado no Brasil! No mesmo ano, o longa foi eleito um dos cinco melhores filmes estrangeiros do ano pela National Board of Review, uma organização norte-americana. O filme ganhou e foi indicado a diversos prêmios ao redor do mundo, como no Festival de Berlim e o Ariel Awards, no México.



Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

O filme foi lançado em 2014 e dirigido por Daniel Ribeiro. A história narra a vida de Leonardo, um estudante cego do ensino médio lutando pela sua independência. Um dia, ele conhece Gabriel, com quem acaba desenvolvendo uma relação amorosa e bem especial.


Central do Brasil

Do diretor Walter Salles, o longa ganhou o Urso de Ouro de Melhor Filme, o Urso de Prata de Melhor Atriz para Fernanda Montenegro, e o Prêmio Especial de Melhor Filme do Júri no Festival de Berlim, em 1998. No ano seguinte, ganhou o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro nos Estados Unidos, o BAFTA, no Reino Unido, o Sapo de Ouro, na Polônia, os prêmios Audiência e Júri Jovem, no Festival de San Sebastian, na Espanha, entre outros. No mesmo ano, foi indicado ao Oscar nas categorias Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Atriz.


Bacurau

Impossível você não ter ouvido falar de Bacurau. O longa de Kleber Mendonça Filho mostra um futuro em que, na cidade de Bacurau, os moradores se deparam com uma ameaça um tanto quanto perigosa. Isolados, eles se veem obrigados a se defenderem. Com Sônia Braga e Silvero Pereira, a produção conquistou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 2019. Além disso, venceu o Festival de Munique e o Festival de Lima, tendo sido indicado também no Festival de Sydney.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo