De Freddie Mercury a Garrincha: você recorda a história por trás destes nomes?

As histórias de algumas pessoas continuam influenciando, diariamente, a nossa relação com a vida, mesmo depois de terem partido. Outras seguem nos enchendo de orgulho e aprendizados. Nos inspiramos, mudamos conceitos e relembramos, com carinho, algumas conquistas destas pessoas. Seguimos, aqui, buscando nomes marcantes para milhares de pessoas. Será que você lembra ou conhece todos eles?


Foto: IMGX.BUSTLE.COM

Valentina Tereshkova (1937)

Em uma corrida para manter-se à frente dos norte-americanos, tendo sido os primeiros a enviar ao espaço um satélite, animal e o homem, os soviéticos planejavam fazer o mesmo com as mulheres. Em 16 de junho de 1963, isso aconteceu. Valentina Tereshkova foi a primeira mulher a ir ao espaço.


Sem qualquer relação com o meio, o nome de Tereshkova foi escolhido a partir de uma lista em uma escola de paraquedismo, pois, na época, durante o voo de volta seria necessário que o piloto saísse da nave de paraquedas, devido ao perigo da aterrissagem.


A jovem fez uma viagem de 71 horas em órbita, período este em que completou 48 voltas em torno da Terra. A cosmonauta, como são conhecidos os astronautas na Rússia, relatou posteriormente ter sentido náuseas, dores no corpo, mal-estar psicológico e exaustão durante toda a viagem.


Foto: Adhemar Veneziano Dedoc

Garrincha (1933 – 1983)

Quando o assunto são grandes nomes do futebol brasileiro, logo vem em mente o jogador Garrincha. Sucesso nas Copas do mundo de 1958, na Suécia, e 1962, no Chile, o carioca era conhecido pelo apelido ‘alegria do povo’, além dos dribles e jogadas divertidas em campo.

A admiração pelo futebol começou cedo. Aos 15 anos, tentou treinar em um time amador da própria cidade onde morava, mas, por ainda ser muito novo, foi descartado. Em seguida, iniciou jogos no município vizinho e, após um ano, decidiu apostar em grandes clubes, como Flamengo, Fluminense e Vasco.


Por ter uma deformidade nas pernas, as equipes acabaram não lhe dando atenção. O que ele não esperava, após tantas desilusões, era ser chamado para testes no time do Botafogo. A partir daí, sua história já é mais do que conhecida, tendo brilhado ao lado de Zagalo, Didi, Amarildo e Nilton Santos no time do Rio de Janeiro e, posteriormente, na Seleção Brasileira. Garrincha faleceu em 1983, com 49 anos, em decorrência do alcoolismo.


Foto: Getty Images

Freddie Mercury (1946 – 1991)

Uma lenda! Cantor, pianista e compositor, o britânico fez história ao lado dos companheiros da banda de rock Queen. Com seu poderoso tom de voz e carisma em cima dos palcos, Mercury conquistou uma legião de fãs, sendo considerado, até os dias de hoje, um dos maiores artistas de todos os tempos. Para se ter uma noção, somente ao lado da banda, mais de 150 milhões de discos já foram vendidos em todo o mundo. Hinos musicais como ‘We are the champions’, ‘Love of my life’, ‘Under pressure’ e ‘Don’t stop me now’ seguem sendo lembrados, mesmo que após o fim do grupo, decorrente do falecimento de Freddie, ainda em 1991.


Mercury faleceu por complicações relacionadas à broncopneumonia, quadro agravado pelo HIV. Vítima de uma doença, na época nova e silenciosa, o cantor manteve o diagnóstico em segredo durante alguns anos, de 1987 a 1991, tendo revelado a condição um dia antes de sua morte.


Foto: Thinkmovemake.com

Stephen Hawking (1942 – 2018)

Grande físico e cosmólogo, Stephen Hawking foi um dos maiores cientistas da história. Diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, ainda em 1963, e tendo apenas alguns anos de vida pela frente, de acordo com as opiniões médicas da época, o britânico surpreendeu e viveu até 2018, quando veio a falecer por complicações de sua doença.

Formado em física pela University College, em Oxford, Hawking ganhou diversos prêmios ao longo dos anos, como a medalha Albert Einstein, a Ordem do Império Britânico e a Medalha Copley, da Royal Society.


Entre as grandes descobertas e contribuições do físico à ciência podem-se destacar as teorias do espaço-tempo, bem como o funcionamento dos buracos negros. Suas pesquisas aproximaram a ciência do público, já que apresentava conteúdos complexos de forma didática para todos. Extremamente conhecido ao longo dos anos, recentemente, em 2014, teve parte de sua vida transformada em filme: ‘A teoria de tudo’.


Dê o play: assista ao trailer


Foto: darkflix.blog.br

Steven Spielberg (1946)

Premiado cineasta, produtor cinematográfico, roteirista e empresário, Steven Allan Spielberg é conhecido mundialmente. Produtor de filmes como ‘Indiana Jones’, ‘Jurassic Park’, ‘E.T: O Extra Terrestre’, ‘Tubarão’ e ‘Guerra dos Mundos’, o norte-americana no é o diretor mais influente do cinema mundial e está atualmente entre as três maiores fortunas de Hollywood.


De família judaica de classe média, Spielberg ganhou sua primeira câmera com apenas 12 anos de idade; aos 19, já iniciava o curso de Cinema da Universidade da Califórnia; e com 22 anos, filmou o curta ‘Amblin’, produção que abriu as portas da Universal Studios. Logo, suas produções estouraram e ele ficou conhecido por utilizar diversos efeitos especiais inovadores para a época.


Com produções tão importantes para o cinema, o profissional venceu duas vezes o Oscar de Melhor Diretor pelos filmes: ‘A Lista de Schindler’ e ‘O Resgate do Soldado Ryan’; e o Oscar de Melhor Filme também em ‘A Lista de Schindler’.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo