Doação de sangue é necessária para abastecer estoques em todo País


Foto: Agência Brasil

Os hemocentros estão sentindo o impacto provocado pela Covid-19 nas doações de sangue. No Distrito Federal, por exemplo, a média, em julho, foi de 160 doações por dia. Em agosto, até o dia 20, a média foi de 139 bolsas coletadas por dia. No mesmo mês no ano passado, foram 165 doações diárias.


Para incentivar a população do país a doar sangue, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que é presidente do Conselho do Pátria Voluntária está realizando várias ações para fortalecer iniciativas de solidariedade.


Os hemocentros estão preparados com a intensificação de cuidados como a higienização das áreas, instrumentos e superfícies, uso de antissépticos e acolhimento que minimizam a exposição e o aglomerado de pessoas. São vários hemocentros públicos espalhados pelo país.


Como doar

Para doar é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato não pode ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação, nem estar de jejum. É exigida a apresentação do documento de identidade com foto.


Pessoas entre 60 e 69 anos, podem doar se já o tiverem feito antes dos 60 anos. A doação para menores de 18 anos é permitida com o consentimento dos pais.


A orientação para indivíduos com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 é aguardar 30 dias após a recuperação completa para doar.

0 comentário