Escrever à mão aumenta a atividade cerebral


Foto: Green Chameleon

Com a vida moderna passamos a enviar e-mails, substituindo o hábito de escrever cartas. Criamos listas de compras em nossos smartphones e damos tablets às crianças no lugar de lápis e papel. Essas formas modernas de escrever são mais fáceis e rápidas, mas há uma desvantagem. Um estudo recente da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, mostra que a escrita cursiva ajuda o cérebro a aprender e lembrar melhor.


Os pesquisadores testaram um grupo com jovens adultos e crianças de 12 anos, para estudar a atividade elétrica do cérebro enquanto escreviam à mão, datilografando ou desenhando. Eles descobriram que, dos três tipos, a escrita cursiva produz o melhor aprendizado e memória, mesmo quando usando canetas digitais e escrevendo à mão em uma tela de computador interativa.


“Encontramos um padrão de ativação específico com a escrita que torna o cérebro aberto para o aprendizado”, diz a coautora Eva Ose Askvik, membro da equipe de pesquisa. “O padrão de ativação que encontramos em estudos anteriores provou ser importante para a memória e codificação de novas informações. Este padrão de ativação não era aparente durante a datilografia, mostrando que essas duas estratégias de escrita são processadas de formas diferentes pelo cérebro”, afirmou a pesquisadora.

0 comentário