Fóssil de dinossauro descoberto na Argentina pode ser o maior já existente


Foto: Alejandro Otero

A região da Patagônia é conhecida por suas belas vistas; mas entre os paleontólogos, a região também é conhecida por seus fósseis. Um artigo recente publicado na Cretaceous Research anunciou uma nova descoberta na província de Neuquén, na Argentina, que fica na parte noroeste da Patagônia.


Anos de escavação cuidadosa revelaram vértebras e ossos pélvicos pertencentes a um misterioso saurópode gigante - um tipo de dinossauro com pescoço longo, cauda longa e quatro patas. Os pesquisadores planejam continuar cavando para encontrar o resto do esqueleto, mas eles estão sugerindo que este pode ser o maior animal que já andou na Terra.


Os fósseis recém-anunciados foram descobertos em uma formação rochosa chamada Formação Candeleros, que se formou a partir de sedimentos em uma planície de inundação de um rio durante o período Cretáceo Superior, cerca de 98 milhões de anos atrás. O fóssil foi descoberto em 2012 e as escavações começaram em 2015.



0 comentário