Gustave Eiffel tinha um apartamento no topo da Torre Eiffel


Foto: Felipe Dolce

Enfeitando Paris por pouco mais de 130 anos, a Torre Eiffel se tornou um ícone cultural emblemático. Os visitantes viajam de todo o mundo apenas para ter um vislumbre da torre e subir até a ponta dela, a uma altura de mais de 300 metros. Existem muitos motivos para se encantar com a estrutura imponente, desde seu tamanho até suas luzes cintilantes. Mas o que poucas pessoas sabem é que o homônimo da torre – Gustave Eiffel, cujo escritório de arquitetura projetou e construiu o edifício – tinha um apartamento secreto no topo dela.



Planos para construção

Quando os projetos para a Torre Eiffel foram concluídos, Eiffel incluiu planos para um apartamento exclusivo para seu próprio acesso privado, a ser construído no último andar, localizado logo abaixo da ponta da torre. Mesmo que grande parte do espaço disponível fosse ocupada por instalações técnicas e o poço do elevador, ainda assim, tinha espaço suficiente para incluir uma cozinha, um banheiro e uma sala de estar - com uma mesa, um sofá e até um piano. Não tinha quarto, então presumivelmente o famoso engenheiro, realmente, nunca dormiu lá.


Decoração

Em contraste com a estética moderna da Torre, o apartamento de Eiffel foi decorado com estilo simples, mas confortável, com cadeiras estofadas de veludo, mesas e armários de madeira e papel de parede estampado colorido. Com a cobertura sendo a residência mais alta de Paris na época de sua conclusão em 1889, Eiffel fez a inveja da cidade quando a notícia se espalhou sobre suas novas acomodações.


O apartamento hoje

Embora você não possa realmente entrar nele, o apartamento de Eiffel foi historicamente reconstruído e está aberto para exibição pública – através de uma divisória de vidro, é claro. Lá dentro é possível encontrar modelos de cera realistas do próprio Monsieur Eiffel, sua filha Claire e seu famoso convidado Thomas Edison.



0 comentário