O dom de compartilhar o conhecimento

Por Edivelton da Rosa

Fotos: Davi Nascimento

Uma figura que representa a força das mulheres catarinenses. Garra, persistência, simpatia e empreendedorismo são palavras que podem descrever a trajetória de Noilda Domingos.

De pai boêmio e mãe pé no chão, teve o exemplo do trabalho honesto em casa, sempre com simpatia e bom humor. Acabou perdendo a mãe aos oito anos de idade e precisou aprender desde cedo que tinha que correr atrás dos seus sonhos.


Noilda começou a trabalhar em um salão de beleza aos 14 anos, como faxineira. Era tão esforçada e tinha tanto talento que em um mês já estava fazendo pés e mãos, além de escovar cabelos.


Aos 21, abriu o próprio negócio, ainda na garagem de casa, e não parou mais. Hoje, tem um dos salões de beleza mais tradicionais do Sul de Santa Catarina, além de ter em sua história momentos marcantes à frente de instituições como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).


Para a Vision Business, esta mulher visionária conta que o seu maior dom é compartilhar o conhecimento.


Você já declarou que sente orgulho quando um funcionário abre o próprio empreendimento depois de aprender trabalhando com a sua equipe. De onde veio essa preocupação com o próximo?

Penso que esse amor com o próximo veio de como fui recebida na minha profissão. Trabalhei seis anos com a Veraci Cabeleireira, e ela apostou em mim porque viu potencial. E, naquela época, ainda não sabia o que fazer com minha vida. Tive muita ajuda para hoje ser quem sou. Quando vejo que alguém da minha equipe tem esse potencial, meu coração se enche de satisfação, pois sei que ali, naquela pessoa, tem uma Noilda a ser descoberta.


O que é mais importante para começar um novo negócio?

Persistência, amor pelo que se faz e respeito pelo seu público. Tratar todos de igual para igual e ter paciência. Nada é de uma hora para outra. Há muitos obstáculos que precisamos enfrentar e jamais podemos desistir. Assim, podemos construir uma empresa atemporal.


Você se considera uma pessoa que sonha alto?

Muito! Sonho alto demais e às vezes acordo no meio do sonho e continuo a sonhar, já realizando-o. Sonhar é uma mola propulsora para o crescimento profissional. Se eu quero ser a melhor, nada melhor do que sonhar com isso, para ter inspiração.


Você costuma dizer que demorou 30 anos até deixar o seu salão exatamente como queria, com estrutura e todos os equipamentos adequados. No mundo do empreendedorismo, ter paciência, então, é tão importante quanto ter criatividade?

São duas qualidades importantes para ser um bom empreendedor: a paciência e a criatividade. A paciência te leva a ter calma e te faz refletir se está passando por uma crise de momento. A criatividade te leva a criar maneiras para poder sair da crise. Eu, Noilda Cabeleireira, empresa, já entrei e saí de várias crises, pois a nossa economia é muito instável. E em cada uma tem que ter paciência e criatividade.


‘Olhar para frente’ é...

Manter vivo o seu sonho profissional. É nunca desistir e buscar emoção naquilo que você se propôs a fazer.


Ao longo da sua trajetória, você também chegou a atuar como voluntária e a estar à frente de algumas instituições, entre elas a Apae. Como isso aconteceu?

Eu sempre ajudei entidades, por acreditar que somos privilegiados. A Apae veio em um momento em que eu tive minha primeira neta, a Laura, que nasceu com Síndrome de Down. Percebi como o estímulo seria importante para seu desenvolvimento e o quanto isso era oneroso para a família – senti necessidade de ajudar a oportunizar isto para as outras crianças que não tinham o mesmo acesso a bons profissionais e a uma estrutura adequada. A Apae passava por um momento delicado e precisava de uma grande mudança, então aceitei o convite da diretora Sulane Stüpp para ser presidente. Como sou uma pessoa muito impulsiva, aceitei sem ter a menor noção da responsabilidade de ser presidente de uma instituição. Fiquei lá por seis anos. Fui muito bem recebida e, com o apoio da diretoria e de todos os empresários, comecei uma revolução. As mudanças eram inspiradoras, pois podíamos realizar e trazer o melhor que tinha no mercado, para que os alunos pudessem ter os melhores resultados em seus tratamentos, em todas as áreas. Quando terminou meu mandato de seis anos, a Apae estava totalmente reestruturada, principalmente financeiramente.


De Noilda Domingos: ‘Eu nunca quis crescer passando por cima dos outros. Sempre fiz o meu trabalho’. Qual o significado desta declaração?

Eu sempre tentei fazer o meu trabalho, justamente para ter certeza de que o que é meu é mérito meu, e o que é do concorrente é mérito dele. É aí que entra o respeito e a boa amizade profissional. Eu tenho por hábito, curtir trabalhos dos meus amigos cabeleireiros quando acho lindo e perfeito. Reconhecer que o trabalho do meu concorrente está perfeito me faz querer ser igual ou melhor, mas sem querer desfazer o dele, e sim aprender com ele.


Qual o seu maior sonho hoje?

Ver meus filhos realizados profissionalmente, assim como eu sou.


A mulher, hoje em dia, tem capacidade para conseguir atingir todos os objetivos que quiser?

Sem dúvida alguma. Nós, mulheres, somos capazes de realizar qualquer sonho e ter excelência em qualquer profissão. Ser uma excelente mãe, esposa, filha. Fomos feitas depois do homem; Deus, quando nos fez, já já estava mais evoluído como criador e caprichou mais em sua obra (risos).


Qual a principal contribuição (legado) que você espera deixar?

O exemplo de que não existe nada que não sejamos capazes de fazer. Tive uma funcionária que se achava incapaz de ser cabeleireira, mas busquei dentro dela a vontade de crescer, e hoje somos colegas de profissão. Gosto de influenciar a vida das pessoas, para que elas tenham as mesmas oportunidades que eu tive.


O que te inspira?

Minha força. Ela é forte e não me deixa desistir nunca. Me faz encarar tudo com seriedade. Como disse, sou impulsiva, mas para o lado bom, de nunca me acomodar. Gosto da adrenalina, da produção, do resultado final e da alegria no rosto das pessoas quando entrego um trabalho com excelência. Isso é o que me move para frente sempre.



Depois de tanto tempo no mercado, ainda é possível se reinventar?

Sempre tem uma superação, um novo querer, estamos vivos! E o trabalho que realizamos é pura inovação, e a todo momento precisamos de reciclagem.


Qual o seu superpoder?

Ser persistente e maleável.


O que as pessoas não conhecem sobre você?

Deve ter pouca coisa, pois sou muito aberta. Mas existe uma coisa que, talvez, não conheçam sobre mim. Adoro me desafiar, ver até onde consigo chegar, principalmente na minha profissão.


O que não pode faltar na produção de uma mulher?

Realização como pessoa, gostar do que está mostrando em sua imagem e gostar de si mesma. Isto é a parte mais importante na produção de uma mulher. O restante é só realçar sua beleza.


Noilda Domingos em poucas palavras

Família

Base para tudo.


Gratidão

Por ser quem me tornei.


Equilíbrio

Paz de espírito, em paz com a vida.


Um ser maior que nós.


Reputação

Sinceridade nos atos.


Um conselho

Jamais desista com os obstáculos, pois eles te levarão a crescer sempre.


Noilda Domingos

Amizade, sinceridade e objetividade.

0 comentário