Viajando, mas trabalhando também

Eles acreditam que casais que viajam juntos são mais felizes e aproveitam para produzir conteúdo para a internet.

Foto: Arquivo pessoal Fabiano Vieira e Neli Miranda

Dizem que viajar é a única coisa que se compra e que nos torna mais ricos. A vontade de explorar o mundo e descobrir novas culturas pode se concretizar num grande prazer, especialmente se você fizer isso acompanhado. Os casais que a Vision Business mostra a seguir, além de viajarem juntos, também produzem conteúdo para a internet sobre os destinos e suas rotinas. Eles descrevem como explorar o mundo a dois os impactou, o que aprenderam uns sobre os outros e como aprofundaram a confiança mútua e construíram uma base sólida para trabalharem juntos.


Uma pesquisa da U.S. Travel Association realizada com mais de mil adultos, indicou que casais que viajam juntos costumam estar mais satisfeitos com sua vida amorosa.


Casais que viajam juntos


Vida de Kombi

Somando as longas viagens que fizeram, os biólogos Fabiano Vieira e Neli Miranda visitaram, nos últimos 20 anos, cerca de 50 países. Durante a trajetória, desfrutaram de cheiros, gostos, paisagens, frio, calor, além de terem a oportunidade de conhecer pessoas muito diferentes. De acordo com o casal, durante todas essas oportunidades eles sempre estiveram com a câmera em mãos, fotografando e gravando os momentos para recordar depois. Mas só com a chegada das redes sociais é que descobriram que seria interessante compartilhar parte das experiências em tempo real e com uma vasta comunidade de amantes curiosos por viagens. Hoje, só no Instagram eles têm mais de 22 mil seguidores.


“Nossos primeiros relatos pelas redes sociais, há mais de 10 anos, foram, de fato, para uma rede pequena de amigos que nos acompanhavam de perto. Contudo, nos últimos anos vimos a possibilidade de usar as redes não só para compartilhar nossas histórias, mas também para divulgar nosso trabalho”, contam.

Foto: Arquivo pessoal Fabiano Vieira e Neli Miranda

Além de biólogos de formação, Fabiano e Neli são fotógrafos e cinegrafistas. Enquanto viajam, oferecem seus serviços produzindo fotos e vídeos a negócios relacionados ao turismo. “Atendemos clientes como hotéis, pousadas, restaurantes, agências de expedição etc. Nossa presença nas redes sociais tem sido fundamental para alavancar nosso empreendimento”, ressaltam.

Foto: Arquivo pessoal Fabiano Vieira e Neli Miranda

Pelas imagens, você já deve ter reparado que o casal vive e viaja em uma Kombi. Mas, segundo eles, nem sempre foi assim. “A preocupação de todo viajante de longa duração é como se manter na estrada pelo máximo de tempo possível que o orçamento permitir. Em nossas primeiras viagens, aproveitamos tudo e todo o tempo possível que nossas economias anteriores nos permitiram, logo voltávamos ao sistema, como costumamos dizer, e então trabalhávamos por mais um longo tempo, economizando e pensando na próxima longa viagem. Essa prática mudou há três anos, quando decidimos viver viajando”, relata o casal.


Desde então, a Kombi, além de casa, virou escritório, e eles passaram a financiar as viagens com os valores que ganham. “Tem funcionado e é, parafraseando o conhecido jargão em língua inglesa, um excelente ‘work-life balance’, ou seja, um ótimo equilíbrio entre trabalho e qualidade de vida. Para um futuro próximo, esperamos que essa pandemia seja controlada em breve e que as fronteiras novamente se abram e possamos todos, uma vez mais, termos passe livre para as maravilhas do mundo”, apontam.


Duas malas e um destino

Foto: Arquivo pessoal Camila Correa e Aloísio Cechinel

Com quase 30 mil seguidores, a designer gráfico Camila Locks Correa e o policial militar Aloísio Coelho Cechinel mostram suas experiências em viagens por meio do Instagram e também de um blog. O projeto ‘Duas malas e um destino’ surgiu em 2019, mas muito antes disso o casal já tinha paixão por viajar junto.

Foto: Arquivo pessoal Camila Correa e Aloísio Cechinel

“Nossa história no mundo das viagens começou em 2010, quando embarcamos para a Irlanda e passamos sete meses em Dublin fazendo intercâmbio. Estávamos há apenas um ano juntos, mas já tínhamos a