Você conhece a marca que essas pessoas deixaram no mundo?

Iniciar uma pesquisa e descobrir as curiosidades sobre o assunto escolhido é um dos processos que mais gostamos por aqui. Ao produzir a coluna “Personalidades”, em nossa última edição, e conferir todo o feedback que ela trouxe, optamos por mantê-la como um assunto fixo na revista. Desta vez, os selecionados também foram grandes nomes no setor da música, ciência, esportes e da sociedade em geral. Alguns deles, inclusive, mudaram drasticamente, mesmo que não diretamente, nossas vidas.


Foto: Agência Brasil

Malala Yousafzai (1997)

Considerada a pessoa mais jovem a receber um Nobel da Paz, Malala Yousafzai é uma paquistanesa conhecida por desafiar talibãs pelo direito de estudar quando ainda era somente uma adolescente. Em 2012, com 15 anos na época, a jovem foi baleada na cabeça enquanto aguardava o ônibus escolar para levá-la até em casa, simplesmente por ter se posicionado contra o regime que proibia mulheres de estudar, no Paquistão. Antes do atentado, Malala já protestava contra a situação na qual seu povo vivia. Fez inúmeros discursos sobre o acesso à educação, iniciou um blog no qual relatava o dia a dia sob o regime – usando o pseudônimo de Gul Makai –, e logo estava compartilhando diversas entrevistas a jornais e emissoras de TV. Em 2013, criou a Malala Fund, uma organização em prol da arrecadação de fundos para financiar a educação de meninas em todo o mundo. No mesmo ano, ainda foi considerada a pessoa mais influente do ano pela revista Time, e aos 16 anos discursou nas Nações Unidas, em Nova York.


Foto: Wikimedia

Carmen Miranda (1909 – 1955)

Conhecida mundialmente, Carmen Miranda foi uma cantora, atriz e dançarina luso-brasileira e a primeira mulher a assinar contrato com uma rádio no Brasil. Portuguesa de nascimento e brasileira de criação, a artista chegou, até mesmo, a ser a mulher mais bem paga de Hollywood, além de ser a primeira sul-americana com uma estrela na Calçada da Fama, também na cidade norte-americana. Apelidada como a “Pequena Notável”, Carmen possuía uma interpretação e caracterização sem iguais, capazes de chamar a atenção por onde passava. Sua imagem mais bem conhecida era a fantasia de baiana, vestuário que foi adotado pela atriz em 1939, logo após participar do filme “Banana da Terra”.


Foto: Wikipedia.org

Maria Salomea Sklodowska (1867 – 1934)

Primeira mulher a ganhar um prêmio Nobel de Física, Marie Curie, como também era conhecida, precisou mudar da Polônia para a França para ter oportunidades melhores no ramo da ciência, já que na época o campo não era muito indicado às mulheres. Foi a melhor da classe no mestrado e, ao lado do marido Pierre Curie, desenvolveu os princípios da radioatividade. Curie deu a vida por sua pesquisa, já que morreu aos 67 anos pelos efeitos negativos de exposição à radiação


Foto: Wikimedia

Quincy Jones (1933)

Indicado 80 vezes ao Grammy Award, tendo sido premiado em 28 delas, e levado um Grammy Legends Award em 1991, Quincy Jones fez história durante os 60 anos que trabalhou na indústria do entretenimento. Compositor, arranjador, produtor e empresário, ele é conhecido por ter trabalhado, lado a lado, com Michael Jackson na produção do álbum Thriller, que é, até hoje, um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos, superando mais de 110 milhões de cópias vendidas em todo o mundo. Recentemente, o serviço de Streaming Netflix lançou um documentário intitulado “Quincy”, dirigido pela filha do astro Rasheda Jones, que reúne diversos detalhes sobre toda a trajetória do produtor musical.


Dê o play: Assista ao trailer


0 comentário